Seminário Propedêutico – Histórico

O Seminário Propêdeutico, por ser uma etapa indispensável para todos os candidatos ao Seminário Maior e diante das necessidades de nossa Igreja particular, o nosso Bispo Diocesano, Dom Ângelo Pignoli, decidiu criar no ano de 2015 essa etapa introdutória, dando a esta nova casa de formação o nome de Seminário Propedêutico Dom Joaquim Rufino do Rêgo. Dom Rufino, sendo o primeiro Bispo da Diocese de Quixadá, dando inicio aos trabalhos de Evangelização a nível diocesano foi um grande promotor vocacional, desenvolvendo um árduo trabalho neste âmbito e por isso homenageado no nome deste Seminário.

A missão de ser o primeiro reitor desta casa de formação foi confiada ao Revmo. Pe. Francisco Nilson Lima, assumindo este encargo de janeiro de 2015 até setembro de 2015. No mesmo ano, o Bispo Diocesano, nomeia como o segundo reitor o Revmo. Pe. Pablo Nogueira Anselmo, que assumiu esse encargo em setembro deste ano até dezembro de 2017. No ano de 2018, diante das necessidades da Diocese, o Seminário Propedêutico passa a ter sua sede junto ao Seminário Maior, tendo como terceiro reitor o Revmo. Pe. Sérgio Tomaz Moreira da Silva, que assumiu esse encargo de janeiro de 2018 até dezembro de 2019. No ano de 2020, o Bispo Diocesano, nomeia o Revmo. Pe. Breno Oliveira Rabelo como o quarto e atual reitor do Seminário Propedêutico Dom Joaquim Rufino do Rêgo, retornando neste ano à sua sede própria.

Este já é o sexto ano em que o Seminário Propedêutico desta diocese acolhe os seminaristas iniciantes. Em 2015, a Casa de Formação acolheu três seminaristas, dos quais, um continuou outro ano no Seminário Propedêutico, outro foi enviado para o Seminário Maior e o terceiro retornou para sua família. Em 2016, além deste que continou mais um ano, foram acolhidos mais oito seminaristas, destes um continuou mais um ano nsta Casa de Formação, cinco prosseguiram no Seminário Maior e três retornaram às suas famílias. Em 2017, estavam em uma turma de cinco seminaristas, sendo depois dois deles enviados ao Seminário Maior, dois retornando para suas famílias e um ficando para outro ano no Propedêutico. Em 2018, além deste foram acolhidos mais dois, sendo que os três prosseguiram no Seminário Maior. Em 2019, o Seminário não recebeu seminaristas e neste ano corrente seis seminaristas iniciaram seu percurso formativo.

Confira também