Papa Francisco

Notícias

A 45ª Assembleia Diocesana de Pastoral reflete sobre a vida laical 10/11/2017

Marcos Nobre, assessor do primeiro momento da assembleia

Marcos Nobre, assessor do primeiro momento da assembleia (Foto: Árysson Magalhães)

Teve início nesta sexta-feira, a 45° Assembleia Diocesana de Pastoral da Diocese de Quixadá, cujo tema central “Sal da terra e luz no mundo” Mt 5,13-14, faz referência ao Ano Nacional do Laicato, que terá início em 26 de novembro de 2017, na solenidade de Cristo Rei. O tema escolhido para animar a mística do Ano do Laicato foi: Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino e o lema: “Sal da terra e luz do mundo”.

 

Momento de oração conduzido por Dom Angelo (Foto: Árysson Magalhães)

Momento de oração conduzido por Dom Angelo (Foto: Árysson Magalhães)

A Assembleia iniciou com um momento de oração, seguido de uma acolhida do nosso Bispo Diocesano, que nos recordou que somos membros do corpo de Cristo que é a Igreja, “Devemos servir aonde o Senhor nos colocar, cada um exercendo o seu papel, seja de leigo, de Sacerdote”.

 

 

Segundo momento da assembleia sendo dirigido por Manuel Messias (Foto: Árysson Magalhães)

Segundo momento da assembleia sendo dirigido por Manuel Messias (Foto: Árysson Magalhães)

O primeiro dia de encontro contou com duas colocações, a primeira palestra do dia foi proferida pelo professor Marcos Nobre, pró-reitor na Unicatolica, cujo tema foi A Teologia do Leigo, “A Igreja nasce em Jesus Cristo. É o Corpo Místico dele”. “Os leigos, agindo em toda parte, santamente, como adoradores, consagram a Deus o próprio mundo”. A segunda, ficou por conta de Manuel Messias, Reitor da Unicatólica, sobre as indicativas pastorais para o ano do laicato.

A assembleia segue até amanhã, sábado, 11, com planejamentos e direcionamentos pastorais.

 

Matéria: Amanda Benevides

Liturgia Diária

Instituições

Site desenvolvido por Notoris